sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Coxas de Frango Estufadas

Estava sem qualquer inspiração e pensei: vou estufar frango e depois vê-se.
E assim fiz, usei a receita que a minha avozinha fazia (nunca com o mesmo sabor, porque ela fazia num pote de barro e à lareira, mas faz-se o que se pode, à falta de melhor na placa do fogão com calor moderado).
Mas chega de conversa e vamos à receita (mais simples não há):
Cobri o fundo do tacho com azeite, cortei uma cebola em meias luas e juntei meio cubo de caldo de carne. Deixei amaciar a cebola, refresquei com um pouco de vinho branco e juntei as coxas de frango, deixando-as coradinhas.
Depois juntei uma malagueta, salsa picada, um pouco de concentrado de tomate, sal e reguei com vinho branco.
Quando reduziu, juntei um pouco de água, revi os temperos (estava bom ) e deixei acabar de cozer.
Quando ficou pronto polvilhei com folhas de salsa e servi com arroz branco (de alho).
Aqui está ele no tacho (se quiserem fazer em versão petisco, torrem umas fatias de bom pão e sirvam as fatias torradas num prato fundo cobrindo com o frango e o molho, fica óptimo o pão fica molinho e absorve todo o sabor).

E agora no prato:



Fica muito bom, com um sabor fantástico.
Simples, não é?

P.S 1:  Fazer esta receita lembra-me que tenho de fazer as minhas costelinhas de borrego estufadas que sirvo sempre com batata cozida, que a minha avó fazia sempre na sua recôndita aldeia, são assim os sabores do nosso Portugal.
Fica prometido.

P.S 2: Ah, já agora, aquela mancha branca ao lado do frango é o arroz :-)

8 comentários:

  1. Que belas coxas amiga e acompanhadas por uma boa mancha ;o),jinhosss

    ResponderEliminar
  2. Obrigada Belinha,

    Sempre amorosa e amiga.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Olá!
    Parabéns pelo blog.
    Estas coxinhas ficaram com muito bom aspecto.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Olá Marta!

    Nada como os sabores que temos gravados nas nossas memórias. Gostei das tuas coxinhas. só não colocava o caldo. mas, já sabes que sou anti-caldos (sorrisos) quero essa receita das costelas de borrego... beijinhos com muito SOL

    Isabel de Miranda

    ResponderEliminar
  5. Olá Isabel,

    As costelinhas estão prometidas e sem caldo :-)

    Beijinhos

    Obrigada Paulinha

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Umas coxinhas deliciosamente confeccionadas..Estou certa de que um dia serão os seus descendentes que irão recordar o fantástico sabor dos seus pratos que não conseguem igualar, apesar de seguirem a receita!
    Beijinho :)
    Bom Domingo.

    ResponderEliminar
  7. Muitas felicidades para esta nova aventura.
    Revi-me bastante neste blog, porque também comecei o meu agora e tenho um filhote com quase dois aninhos!
    Beijinho.

    ResponderEliminar